domingo, fevereiro 18, 2018

Post 6544 Sábado, 17.2.18 - Massa Penne Ziti Rigate, com bacon e chouriço, mais ou menos inventada

Massa Penne Ziti Rigate com bacon e chouriço, mais ou menos inventada



- Numa panela, massa penne ziti rigate a cozer com água e sal;
- Noutra panela, azeite, pedacinhos de bacon, depois de chouriço e cenoura, polpa de tomate triturado;
- Depois de escoada a água, juntamos-lhe a massa, podemos juntar ainda natas e a seguir queijo ralado;

Post 6543 - Sexta-feira, 16.2.18

Black Panther de Ryan Coogler, com Chadwick Boseman, Michel B. Jordan, Lupita Nyong'o, Danai Gurira (gostei do filme, gostava de poder ir a Wakanda).

Image result for cinema black panther








No Site do Público
"Além de possuir habilidades obtidas através de um antigo ritual da sua tribo, T'Challa, príncipe do reino de Wakanda, é conhecido pelos sentidos apurados e pela excepcional inteligência. Quando, após a morte do pai, regressa a casa como seu sucessor, encontra um país fracturado e o seu reinado ameaçado por Killmonger, seu adversário de longa data. O conflito que se avizinha é de tal dimensão que pode extravasar as fronteiras de Wakanda, com consequências avassaladoras para todo o planeta.
A história de T'Challa decorre após os eventos de "Capitão América: Guerra Civil". Produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures, é um filme de acção e aventura que adapta a carismática personagem criada, em 1966, por Stan Lee e Jack Kirby. Com assinatura de Ryan Coogler ("Fruitvale Station: A Última Paragem", "Creed: O Legado de Rocky"), conta com um argumento seu e de Joe Robert Cole. Chadwick Boseman assume-se como protagonista; Michael B. Jordan, Lupita Nyong'o, Danai Gurira, Martin Freeman, Daniel Kaluuya, Letitia Wright, Winston Duke, Angela Bassett, Forest Whitaker e Andy Serkis dão vida às personagens secundárias. PÚBLICO"

Image result for cinema black panther

sábado, fevereiro 17, 2018

Post 6542 - Sexta-feira, 16.2.18 Ervilhas com ovos escalfados

Ervilhas com ovos escalfados



- Numa panela, cebola picada, azeite, um dente de alho esmagado,  bacon, chouriço, salpicão, dois copos de água e meio, uma folha de louro, polpa de tomate triturado, sal, pimenta, ervilhas, uma cenoura às rodelas, uma batata aos quartos, paio, tudo a cozer durante cerca de meia hora; abrandamos o lume e juntamos os ovos para cozerem cerca de dez minutos

Post 6541 - Cozinhar

Entretanto comecei a cozinhar tentar cozinhar, receitas de N., tentar pratos que a minha mãe fazia, experimentar.
Às vezes, pareço estar perante uma poção mágica, vou buscar os ingredientes como a folha de louro, sem saber bem qual é o seu contributo, esperando acertar na quantidade.
Ontem estive a assistir um programa do 24Kitchen e a achar interessante o puré de ervilhas (com iogurte grego e uma colher de manteiga).
Um novo mundo que não pensava ir descobrir.

sexta-feira, fevereiro 16, 2018

Post 6540 - Quinta-feira, 15.2.18 - Massa de Atum (receita de N.)

Massa de atum (receita de N.)



- Numa panela cozemos a massa - Fusilli tricolor - com água e sal;
- Noutra panela, estrugido ou refogado (azeite e cebola) polpa de tomate, duas latas de atum, um pouco de vinho branco e uma pacotinho de natas;
- Escoamos a água da massa quando estiver cozida e juntamos;

Post 6539 Quinta-feira, 15.2.18

Sem estar a contar foi preciso ir a Oliveira de Azeméis em trabalho.
Chuva, nevoeiro, caminho em parte desconhecido (por seguir pela parte ainda não conhecida da A32), já na estrada, árvores caídas na berma. Por ir com N. passou a aventura com direito a lanche, na Corujeira.

Post 6538 - Terça-feira, 13.2.18

(rolinhos de fiambre e queijo no micro-ondas)

terça-feira, fevereiro 13, 2018

Post 6537 - Quinta-feira, 8.2.2018 - Como fazer arroz de manteiga?

Arroz de manteiga
1ª tentativa


- Lavamos o arroz;
- Vai para a panela, uma chávena de arroz com duas chávenas de água,
- Sal
- Depois manteiga

Post 6536 - Segunda-feira, 12.2.2018 - Arroz de camarões ou de miolo de camarão

Arroz de camarões ou de miolo de camarão





- Estrugido ou refogado (cebola e azeite)
- Polpa de tomate;
- Duas chávenas e meia de água;
- 1/4 de uma sopa de marisco Knorr;
- Uma chávena de arroz;
- Sal, pimenta, alguns pedacinhos de pimento verde;
- Miolo de camarão;
- Pedacinhos de tomate

- Salada de tomate, queijo mozarella, azeite, sal, orégãos;

segunda-feira, fevereiro 12, 2018

Post 6535 - Passatempo, Desafio de Escrita

Participação em Passatempo de Escrita da Revista Bang - prazo termina no final do dia de amanhã
Ver mais aqui






O Planeta Verde


1ª Entrada
Somos todos pessoas azuis, aqui.
Estou a escrever este caderno como um diário para mim próprio. Se outra pessoa o ler, não será um bom sinal. Significará que morri. Ou que o perdi.
Pretendo escrever sobre a expedição e instalação do primeiro colonato no Planeta Verde (que realmente é azul, como a Terra costumava ser, mas os políticos decidiram que não seria politicamente correcto chamar-lhe Planeta Azul ou Terra 2).
À primeira vista, pareceria que estamos na Terra, como era antes. Céus e mares azuis, vegetação verde, um Sol e uma Lua. No entanto, desde que aterrámos algo reage na nossa pele face à atmosfera do Planeta, deixando-nos a todos azulados, independentemente da nossa cor, brancos, amarelos, pretos, todos aqui ficamos azuis.
Além disto também os cheiros me surpreendem e chocam, simultaneamente familiares e estranhos por de onde advêm. As árvores por exemplo cheiram a mar. Ainda não me aproximei de algum oceano para descobrir a que cheirará, mas desconfio que não será a mar.
Para cá chegarmos, estivemos em hibernação durante sessenta e três anos. Não envelhecemos nada, acho. Sinto-me um pouco mais rígido, mas poderá ter sido por ter estado imóvel durante todos esses anos. Quando me olho em qualquer espelho, reconheço-me…excepto pela cor.
Disseram-nos que neste Planeta do reino animal apenas existiam pequenos roedores não inteligentes e estariam para lá dos muros que nos cercam. Sou o que se chama um operário. Estão sempre a dar-me ordens. Contudo, a ser assim, estranhei que tivéssemos trazido tantas armas de grande destruição e também que precisássemos de muros.
Ganhei o sorteio para participar nesta aventura. Comprei a história toda do novo começo sem poluição. A certa altura comecei a suspeitar que talvez não tenha sido um sorteio. Antes de partir não encontrei ninguém que se tivesse inscrito e não tivesse ganho.
Decidi “perder-me” para além dos muros e escrever neste caderno sobre o que encontrar.

2ª Entrada
Passaram vários ciclos desde a intenção aqui revelada e pouco depois concretizada. Aproveitei uma explosão inesperada porque já tinha tudo preparado. Confiei que com a confusão não iriam dar logo pela minha falta. E resultou. Tanto quanto sei, não deram logo pela minha falta… nem depois. Ninguém veio atrás de mim. Levei um veículo de duas rodas a energia solar, agasalho e alimento. Começo a arrepender-me da minha decisão. Percorro campos, espaços entre as árvores que cheiram a mar. Nada vejo de diferente, embora me comece a parecer estranho como são tão regulares, como se traçados a esquadro por gigantes ou engenheiros.

3ª Entrada
Pareço-me ouvir vozes. Acordei em sobressalto onde adormecera, encostado a uma árvore. Poderei estar a ter miragens ou a experimentar alguma psicose. Talvez deva pensar em regressar.´

4ª Entrada
Tinha ouvido mesmo vozes. Ao longe vejo edificações que integram um pequeno povoado e não de roedores e sim de hominídeos. Não é possível que eu esteja a descobrir algo que com todo o equipamento e conhecimento os cientistas do Colonato desconhecessem. Porque não nos terão contado sobre eles?
Decidi aproximar-me.

5ª Entrada
Já suficientemente perto, constato que parecem humanos, e a sua pele não reage da mesma forma com a atmosfera como a nossa, e por isso não são azuis. Parecem-se connosco ou com o que nós costumávamos parecer antes de aqui chegarmos.

Tive um encontro com um deles! Sinto que devo escrever sobre isso. Ele não pareceu surpreendido por me ver mas bastante feliz. Isolara-se dos restantes, aproximando-se vagarosamente de onde eu estava. Trazia com ele uma espécie de cantil, do qual ia bebericando, enquanto andava e cantava para a Lua. Pelo menos achei que seria o que estava a fazer, porque entoava sons que eu desconheço e parecia dirigir‑se a ela. Tentei dizer-lhe que vinha em paz e não ter qualquer gesto ameaçador. Ele sorriu para mim, escorregou para o chão e adormeceu. Parece-me bastante promissor. Sentei-me perto dele e também adormeci.

7ª Entrada
Despertei de forma abrupta a ser atacado por hominídeo que me atirava com pedras e areia enquanto balbuciava palavras que não percebi. Parecia aterrorizado. Não consegui tranquilizá-lo com nenhum dos gestos que preparara. Não consegui permanecer com um ar tranquilo e pacífico, enquanto ele me atacava, quando as pedras me acertavam doía. Comecei também a atirar-lhe pedras. A certa altura ele escorregou, caiu, bateu com a cabeça na raiz de uma árvore e ficou inconsciente. Por instantes vi-me como ele me via. Para ele, eu sou o alienígena azul. Decidi fugir, ou antes, abandonar o local, antes que outros como ele pudessem chegar, atraídos pelos seus gritos.
Vou regressar ao Colonato.




Post 6534 - Pela blogosfera e a não perder

sexta-feira, fevereiro 09, 2018

Post 6533 Hoje no Google


Jogos Olímpicos de Inverno 2018
Pyeongchang, Coreia do Sul

quinta-feira, fevereiro 08, 2018

Post 6532 - Desafio de Escrita 1/10 O Planeta Verde


Somos todos pessoas azuis, aqui.
Estou a escrever este caderno como um diário para mim próprio. Se outra pessoa o ler, não será um bom sinal. Significará que morri ou que o perdi.
Pretendo escrever sobre a expedição e instalação do primeiro colonato no Planeta Verde (que realmente é azul, como a Terra costumava ser, mas os políticos decidiram que não seria politicamente correcto chamar-lhe Planeta Azul ou Terra 2).
À primeira vista, pareceria que estamos na Terra, como era antes. Céus e mares azuis, vegetação verde, um Sol e uma Lua. No entanto, desde que aterrámos algo reage na nossa pele face à atmosfera do Planeta, deixando-nos a todos azulados, independentemente da nossa cor, brancos, amarelos, pretos, todos aqui ficamos azuis.
Além disto também os cheiros me surpreendem e chocam, simultaneamente familiares e estranhos por de onde advêm. As árvores por exemplo cheiram a mar. Ainda não me aproximei de algum oceano para descobrir a que cheirará, mas desconfio que não será a mar.
Para cá chegarmos, estivemos em hibernação durante sessenta e três anos. Não envelhecemos nada, acho. Sinto-me um pouco mais rígido, mas poderá ter sido por ter estado imóvel durante todos esses anos. Quando me olho em qualquer espelho, reconheço-me…excepto pela cor.
Tanto quanto sabemos neste Planeta do reino animal apenas existirão pequenos roedores não inteligentes. Ainda não encontrei nenhum, mas não tenho tido tempo para andar à procura. Sou o que se chama um operário. Estão sempre a dar-me ordens.
Ganhei o sorteio para participar nesta aventura. Comprei a história toda do novo começo sem poluição. Começo agora a desconfiar que talvez não tenha sido um sorteio. Antes de partir não encontrei ninguém que se tivesse inscrito e não tivesse ganho.
Tenciono “perder-me” um destes dias e irei escrever aqui sobre o que vou descobrir.

segunda-feira, fevereiro 05, 2018

Post 6531 - Divulgação - Cursos para quem viva no Norte ou possa vir até Vila Nova de Gaia...

No El Corte Inglês, em Vila Nova de Gaia, ver aqui ou em http://ambito-cultural.elcorteingles.pt/

Post 6530 - Puré de batata e frango no forno

Puré de batata e frango no forno



- Puré de batata na panela, leite, sal, manteiga, noz moscada, queijo ralado;
- Peito de frango com sumo de limão, manteiga, sal, pimenta, alho e vinho branco no forno;

Post 6529 - Sábado, 3.2.2018

Omelete, linguiça, bacon, queijo feta

- Cinco ovos (os que sobraram do pão-de-ló) mexidos com sal, depois em frigideira com manteiga (a primeira omelete que fiz)
- Noutra frigideira com margarina, rodelas de linguiça e depois fatias finas de bacon que é preciso virar para que fritem dos dois lados  ;
- Queijo feta;


Post 6528 - Sábado, 2.2.2028 - Pão-de-ló (receita da minha mãe)

Pão-de-ló


Pesamos seis ovos, juntamos o mesmo peso em açúcar e metade do peso em farinha, misturamos muito bem, untamos a forma com manteiga, polvilhamos com farinha e vai para o forno

Post 6527 - Sexta-feira, 2.2.2018

A Forma da Água de Guillermo del Toro, com Sally Hawkins, Michael Shannon, Doug Jones, Richard Jenkins (gostei muito do filme).

Image result for cinema a forma da água



Image result for cinema a forma da água

Image result for cinema a forma da água

Post 6526 - Sexta-feira, 2.2.2018 - Esparguete com manteiga e rolinhos de fiambre

Esparguete com manteiga e rolinhos de fiambre




Cozemos a esparguete com água e sal, juntamos manteiga
e para acompanhar os rolinhos de fiambre

sexta-feira, fevereiro 02, 2018

Post 6525 - Quinta-feira, 1.2.18 - Fettucini com Presunto

Fettucini com Presunto


- Colocamos o Fettuccini a cozer com água e sal
- Entretanto juntamos uma colher de sopa de sumo de limão, queijo parmesão ralado, salsa picada, pimenta, uma gema de ova e natas, e misturamos;
- Juntamos à massa quando cozida e escoada a água
- E juntamos também o presunto em pedaços;

- Salada de tomate com queijo feta, sal, azeite e óregãos.